Qual o colchão ideal para crianças?

Os pequenos precisam dormir mais tempo do que os adultos para que algumas funções e níveis hormonais sejam regulados e, para isso, seu sono precisa ser de qualidade. Então, escolher o colchão adequado para cada fase é fundamental para o bom crescimento da criança.

O colchão apropriado para crianças é o de espuma, pois até os 8 anos de idade, elas ainda não têm estrutura óssea adequada para a dormir em colchões de mola.

O colchão de espuma é medido pela densidade, ou seja, a quantidade de espuma utilizada para aquele colchão. Densidade 20 (D20) quer dizer que foram utilizados 20Kg de matéria prima para aquele colchão, já o D23 (densidade 23) utiliza 23kg de matéria prima. Portanto o D23 é mais firme, ou, por assim dizer mais duro, que o D20.

Como as crianças crescem rápido, não existem opções de colchões muito duráveis. O ideal é trocá-lo regularmente, acompanhando o seu desenvolvimento corporal, como o ganho de peso e altura, sempre observando a densidade ideal para cada faixa etária.

Qual é o melhor colchão para o berço dos bebês?

De recém-nascido até três anos de idade a espuma mais indicada é a D18 a D20.

Qual é o melhor colchão para crianças de 3 a 8 anos?

Para crianças três a oito anos, a espuma D23 é a mais recomendada. Seu bebê pode começar com um colchão D18 ou D20 no berço, mas aos 3 anos ele precisará de um colchão de densidade 20 ou 23. A densidade aumenta à medida que a criança cresce. O colchão D23 é ideal para uma criança de até 50 quilos.

Qual é o melhor colchão para crianças de 9 a 12 anos:

Para crianças de até 50kg pode-se utilizar o D23. Somente lá pelos 12 ou 13 anos, quando atingir os 50kg, será preciso trocar o colchão por um D26. Mas o tempo certo de troca depende mesmo é do peso e da estatura da criança e isso varia muito de indivíduo para indivíduo.

E a grande dúvida: quando devo passar a criança do berço para a cama?

É bom que a transição do berço para a cama ocorra entre 1 e 3 anos e meio de idade. Porém, isso deve acontecer de forma natural e alguns sinais podem indicar que está na hora de mudar o tipo de berço, como por exemplo, quando as crianças tentam pular a grade do berço.

O mais importante aqui é respeitar o momento da criança. Seu desenvolvimento particular, suas vontades e necessidades.

Cama Infantil Dream montada como sofazinho.
Cama Infantil Dream com dois protetores laterais

A escolha da primeira cama é muito importante. Ela precisa ser baixa, segura e com protetores laterais. Ela não precisa ser muito grande, pois assim não tira o espaço do quarto para as brincadeiras.  A cama ideal para esta fase é a cama júnior, ou também conhecida como mini cama, sendo seu comprimento de 1,50m. A Cadô possui a Cama Dream Júnior, que permite que os protetores laterais e as cabeceiras sejam postos em todas as laterais da cama. É uma cama moderna, bonita e segura. Confira o pequeno vídeo do YouTube neste link.

Como escolher uma cama infantil segura?

O modelo de cama mais seguro depende muito da idade da criança. Quando ela deixa o berço para a primeira cama, por exemplo, optar por uma cama com protetor lateral é fundamental. Isso também é bom para crianças que se movimentam muito durante o sono, correndo o risco de cair. As camas devem ter as quinas arredondadas ou protetores de silicone para evitar acidentes.

Altura da cama deve ser compatível com a estatura da criança. O ideal é que quando ela estiver sentada na borda consiga tocar os pés no chão completamente. Essa é uma das formas de evitar quedas e ainda ajuda a criança a ganhar mais autonomia desde cedo, já que ela poderá subir e descer quando quiser, seguindo os princípios montessorianos.

A Cadô também possui o modelo de Cama Dream Solteiro, de 1,88m de comprimento, uma cama moderna e segura, com protetores laterais que também se encaixam em todas as laterais da cama. Este pequeno vídeo do YouTube demonstra como funciona.

Algumas dicas:

Para prolongar a vida útil do colchão e evitar deformidades, vire-o de posição uma vez ao mês, trocando-o tanto de lado quanto de direção – invertendo cabeceira e pés. Verifique as medidas do berço ou cama antes de comprar o colchão, que deverá se encaixar perfeitamente, com uma sobra total máxima de 2 cm para evitar risco de sufocação.

O ideal é optar por colchões de espuma, que sejam confortáveis o suficiente para distribuir a pressão do corpo de maneira equilibrada. Para não prejudicar as funções ortopédicas, o colchão deve ser perfeitamente plano, sem deformações, sem plástico e na densidade correta! A cama deve ser segura, baixa e com protetores laterais.

Como tirar o xixi do colchão?

Até os 7 anos de idade a criança ainda não tem controle total do esfíncter e pode acontecer de escapar “xixi na cama”. Então, nessa fase, o ideal é proteger o colchão com uma capa. Utilize as de silicone. Elas são macias e seguras. Caso aconteça de escapar um xixi no colchão, borrife um pouco de álcool 70% sobre a mancha e deixe o colchão secar ao sol por algumas horas. O produto vai facilitar a evaporação da urina.

Agora, com todos os conhecimentos sobre colchões e sobre como cuidar desse produto tão importante para o quarto, fica mais fácil escolher o colchão ideal para cada criança e garantir uma noite mais segura e tranquila. Que vocês tenham ótimas noites!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *