Você sabe como tornar a leitura interessante para o seu filho?

Dia do Livro Infantil

Você sabia que o dia 18 de abril é uma data comemorativa? Pois bem… neste dia comemoramos o Dia Nacional do Livro Infantil. A data não foi escolhida ao acaso: trata-se de uma homenagem a Monteiro Lobato, escritor que dedicou-se à literatura infantil no Brasil.

E quem não conhece Monteiro Lobato e tem boas lembranças das histórias do Sítio do Pica Pau Amarelo? Narizinho, Pedrinho, Dona Benta, Anastácia, Visconde de Sabugosa e Emília fazem parte do mar de historias que muitos adultos mergulharam na infância.

E os nossos pequenos? Estamos contribuindo para que tenham memórias literárias no futuro? A verdade é que os dias estão cada vez mais curtos, temos outras prioridades, e separar um tempo para sentar e ler acaba ficando fora da rotina de muitas famílias. Mas é fundamental separarmos um tempinho para a leitura.

As crianças são reflexo do ambiente em que vivem. Nossas ações interferem diretamente na formação dos pequenos. Por isso acredito que disponibilizar bons livros desde cedo é fundamental. A criança precisa ter acesso livre ao livro, manusear, beijar, pisar e levar para onde quiser. Mas só isso não basta. Não basta ter! Precisa aprender. Aprender como usar, aprender a apreciar e a mergulhar no universo encantador da literatura e isso só acontece com a mediação do adulto. As crianças nos admiram e a partir do momento que percebem nosso encantamento e vínculo com os livros elas se aventuram a fazer o mesmo -“se a minha mãe gosta, deve haver um bom motivo para isso – quero fazer isso ” (e isso vale para tudo, coisas boas e coisas não tão boas também).

Nina Brondi

Se entregue ao momento da leitura e contribua na construção de memórias leitoras do seu pequeno. Nina Brondi | @mardehistorias
Atriz, contadora de histórias, pedagoga, mãe e apaixonada por histórias (as que leio, conto, ouço e, principalmente, as que vivo)

Sendo assim, vale a pena separar uns minutinhos do dia corrido para ler com prazer e encantamento o livro. Conversar sobre a história, propor uma brincadeira, fazer uma receita que lembre a história, colocar umas roupas diferentes e brincar de “ser o personagem”, inventar uma música, apreciar as imagens, fazer um desenho, revelar a parte que mais gostou, falar sobre as sensações que teve ao ler e ler, ler, ler! Não por obrigação, não ler para que a criança goste de ler, mas porque você gosta de ler. Gosta do momento de troca, de olhar de perto e sentir o cheirinho do seu pequeno. Não diga que falta tempo, não diga que tem muito escrito, não diga não! Se jogue! Mergulhe!

Porta-livros Bookshelf

Dica: permita o fácil acesso das crianças aos livros expondo-os em prateleiras que fiquem ao alcance delas, como as Prateleira Wave, o Bookshelf e o Porta Livros Nuvem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *